Ensino Remoto Emergencial: ADUnB apresenta nota à categoria

Atualizado: 26 de Nov de 2020


A Diretoria da ADUnB apresenta à categoria a nota sobre o Ensino Remoto Emergencial que foi enviada à administração da UnB e ao CEPE após aprovação do Conselho de Representantes.


O documento é resultado da compilação das sugestões apresentadas por docentes em consulta online e de protocolo de segurança publicado em junho por este sindicato. Leia a nota abaixo.


Faça o download:

Nota com anexos



Nota do Conselho de Representantes da ADUnB-Seção Sindical paa as Instâncias da Administração Superior da UnB


Ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) demais Instâncias da Universidade de Brasília (UnB).


A ADUnB-Seção Sindical realizou, durante o período de 15 a 23 de outubro de 2020, Consulta aos/às docentes da Universidade de Brasília (UnB) sobre o ensino remoto emergencial. A Consulta, em caráter exploratório, utilizou como ferramenta o Google Forms, e foi composta por 14 (quatorze) questões, das quais 10 (dez) de múltipla escolha e 4 (quatro) discursivas. Foi obtido um total de 284 (duzentas e oitenta e quatro) respostas.


Em reunião do Conselho de Representantes (CR) da ADUnB-Seção Sindical, ocorrida em 29 de outubro de 2020, apresentou-se a Síntese da Consulta e criou-se uma comissão para a elaboração do Relatório Síntese, que foi composta pelas Professoras Ariuska Amorim, Eliene Novaes e Patrícia Pinheiro, representando a atual Diretoria da ADUnB, e pela Professora Marcia Niederauer, representante do LIP/IL no CR.

A presente Nota, aprovada em Reunião Extraordinária do CR em 11 de novembro de 2020, é resultado da compilação (a) das sugestões apresentadas pelos/as docentes no formulário da Consulta e (b) do conteúdo da Nota “Condições para um retorno seguro das atividades acadêmicas” (anexo 1), elaborada pela Comissão da ADUnB-Seção Sindical para Análise de Condições de Retorno (anexo 2) que foi aprovada pelo CR em 04 de junho de 2020 e amplamente divulgada pela Diretoria da ADUnB-Seção Sindical.


Registre-se, neste sentido, que o objetivo da ADUnB-Seção Sindical, ao criar uma Comissão para analisar as condições de retorno das atividades acadêmicas presenciais nos campi da UnB e, posteriormente, elaborar e divulgar nota com a compilação dessa análise foi (e é) contribuir com a Universidade para a tomada de decisões a respeito do novo calendário de atividades acadêmicas. Considerando a premência das questões apontadas nessa Nota e, passados três meses de sua divulgação, a ADUnB-Seção Sindical indica-as, ao final deste documento, de forma articulada aos resultados da Consulta aos/às docentes.


Dito isto, apresentam-se, a seguir, as principais demandas e recomendações resultantes da análise das respostas à Consulta docente e da análise de condições de retorno das atividades acadêmicas presenciais na UnB.

Do ponto de vista da saúde: monitorar o estado de saúde de docentes, discentes e técnicos; oferecer apoio psicológico para docentes e discentes; organizar apoio institucional de garantias de saúde a docentes, no âmbito preventivo, de triagem de risco, diagnóstico, tratamento e acompanhamento da Covid-19 e outras doenças ocupacionais; disponibilizar plano empresarial de saúde para docentes (que abranja garantias de saúde física e psicológica); redimensionar carga de trabalho para mulheres que exercem maternidade solo; trabalhar campanhas sobre saúde mental com trabalhadores/as e discentes; verificar a possibilidade de realização de aulas práticas presenciais com distanciamento com base na avaliação do índice de contaminação em Brasília e da comunidade universitária pelo coronavírus até dezembro; buscar orientações e opiniões de profissionais da saúde para administrar melhor e com saúde o tempo de trabalho de seus servidores em frente ao computador; manutenção das ações de atendimento à saúde mental para toda a comunidade universitária e testagem da comunidade acadêmica.


Relacionado ao apoio pedagógico e uso de plataformas digitais: ampliar a oferta de cursos de capacitação em produção de vídeos e em práticas pedagógicas para o ensino remoto, oferecendo formação e apoio 24 horas; ampliar a capacitação e o suporte para o uso das plataformas; melhorar a infraestrutura de dados própria da UnB e a manutenção de sistemas, especialmente de plataformas essenciais como a BCE e o Aprender3; melhorar também o Integra (Nextcloud), atualizando e oferecendo mais espaço de armazenamento.

No que se refere a material bibliográfico: ampliar conteúdo das bibliotecas virtuais com livros considerados referências básicas das disciplinas; estimular a Biblioteca Central a adquirir e-books para as disciplinas da graduação; fazer parcerias com editoras/livrarias para compra de livros para discentes; ampliar o apoio para publicação de artigos (escrita e escolha de periódicos).


Relativo a aulas presenciais ou formato remoto emergencial: assegurar o retorno às atividades presenciais com segurança em todas as etapas; implementar as medidas de segurança para aulas práticas; adequar a infraestrutura para as atividades presenciais, que eventualmente vierem a ser retomadas; sensibilizar a comunidade universitária para o cumprimento das medidas sanitárias; não retornar as atividades presenciais enquanto não tivermos a vacina e imunização da comunidade universitária; promover o retorno gradual das atividades após a vacinação; realizar levantamento das condições de saúde e de deslocamento de discentes, docentes e técnicos-administrativos para o campus, considerando a volta das atividades presenciais; avaliar os riscos do retorno e oferecer condições para o retorno de atividades práticas e de estágio; realizar treinamento técnico para os laboratórios de ensino.


Sobre organização didática, calendário e apoio administrativo: avaliar a possibilidade de aumentar o número de monitores por turma; efetuar nova pesquisa reavaliando como se deu o acesso (em todos os sentidos) de docentes e discentes aos AVAs e qual o alcance efetivo das estratégias institucionais de inclusão digital; realizar estudos sobre o cálculo dos espaços que podem ser ocupados em cada sala de aula, considerando o limite de 30% que poderá ser ocupado na fase 2 de retomada; promover acolhimento dos calouros desse semestre, contato interpessoal, reforço de atividades de discussão; atualizar a documentação do estágio e de rito de preenchimento e assinaturas, tanto internas quanto externas à UnB; realizar estudo que avalie o índice de trancamentos de matrículas da graduação neste semestre; aprimorar forma de avaliação, acesso remoto a laboratórios e apoio técnico às atividades didáticas; avaliar as peculiaridades dos cursos da área da saúde que não permitem avançar muito com oferta remota, considerando que o fluxo contínuo do curso está prejudicado e com pouco auxílio das instâncias superiores para encontrar soluções; ampliar a capacidade de conexão e armazenamento de dados, vídeos e outros arquivos na Plataforma Aprender 3, facilitando o uso de apenas uma plataforma online de ensino; organizar o calendário acadêmico de modo a não sobrecarregar ainda mais os docentes (ofertar 2 semestres letivos anuais), que já se encontram esgotados com a diversidade de demandas; não reduzir tempos de férias.


Considerando o planejamento institucional: ampliar a discussão sobre como proceder caso as condições sanitárias no DF possibilitem a retomada controlada de atividades presenciais; encaminhar avaliação detalhada de como o 1/2020 foi executado, apontando seus pontos positivos e limitações de modo a aperfeiçoar as atividades em modo remoto; em caso de retorno gradual das atividades presenciais, preparar planos de otimização do tempo de presença dos discentes na Universidade, buscando evitar a repetição do deslocamento por discente; confecção de protocolo para docentes e discentes de como

2

participar das atividades a distância; buscar formas de promover maior interação discente; criar fóruns de diálogo docente; realização de atividades culturais remotas que possam incluir participação de professores e alunos; construir instrumentos de comunicação mais eficazes.


No que diz respeito à assistência estudantil: ampliar a assistência estudantil com acompanhamento dos/as discentes; indicar a liberação do passe estudantil para os/as discentes que realizam atividades de pesquisa; publicar mais editais de inclusão digital; divulgar material orientador para utilização das plataformas digitais, tais como Moodle e Teams.


Ressalta-se que estas recomendações advêm das respostas individuais à Consulta e, no entanto, não refletem ainda uma decisão coletiva do conjunto dos docentes da UnB e, menos ainda, uma posição consolidada pela direção da ADUnB-Seção Sindical. Apenas apontam anseios manifestos por meio da Consulta e que se entende importantes, devendo, portanto, ser considerados na construção de decisões da UnB para o enfrentamento às condições de emergência sanitária causadas pela pandemia.


Somadas a essas recomendações, apresentam-se, abaixo, as solicitações da Comissão de Análise de Condições de Retorno, quais sejam:

a) posicionamento das instâncias da UnB (CCAR, CEPE, órgãos de proteção da saúde do servidor etc.) sobre as recomendações e propostas contidas no documento "Condições para um retorno seguro das atividades acadêmicas" referenciado no início deste documento;

b) elaboração, por parte da Reitoria da UnB, de documento circunstanciado sobre medidas já adotadas, protocolos, periodicidade das ações protetivas e preventivas para a saúde dos servidores, critérios para uso de laboratórios e salas de aula, entre outros. Tal documento deveria incluir um claro detalhamento dos protocolos e mecanismos de comunicação cotidiana a serem adotados em locais onde se realizariam as atividades acadêmicas (laboratórios, salas de aula, bibliotecas, entre outros), a fim de garantir aos servidores o conhecimento e a orientação necessários sobre as precauções que serão adotadas;


c) providências no sentido de assegurar melhores condições de saúde e de atividade profissional docente no próximo semestre letivo em função dos problemas já constatados ao longo período 2020/1 (Etapa 1 do Plano Geral de Retomada das Atividades na Universidade de Brasília), conforme Relatório Síntese da Consulta realizada pela ADUnB – Seção Sindical junto aos/às docentes;


d) pedido de suspensão da implementação das etapas subsequentes do Plano Geral de Retomada das Atividades da Universidade de Brasília (Etapa 2 e subsequentes) até que sejam reunidas as seguintes condições: d.1) elaboração e publicação pela Reitoria, com ampla divulgação para a comunidade acadêmica, de um documento detalhado e circunstanciado indicando as medidas já adotadas e o protocolo cotidiano de eventuais atividades presenciais a serem desenvolvidas em cada ambiente dos campi; sendo respeitados todos os procedimentos de segurança sanitária universalmente reconhecidos;


d.2) elaboração e publicação pela Reitoria de um conjunto de indicadores de segurança a serem monitorados na transição de cada etapa do Plano já citado. A transição de uma Etapa para a seguinte estará condicionada ao atendimento de todos esses indicadores.


Ao analisar as questões postas acima, o Conselho de Representantes da ADUnB afirma a importância de o CEPE assegurar espaço à ADUnB, no início da reunião do CEPE, em 12 de novembro de 2020, de modo que a Associação possa apresentar as questões desta Nota. O CR reafirma ainda que a ADUnB-Seção Sindical é contrária a qualquer definição que represente ainda mais sobrecarga de trabalho aos docentes; indicando, assim, que este Conselho aprove apenas o calendário para o próximo semestre, sinalizando a importância de avaliar o processo e seu desenvolvimento, compreendendo que, aprovar um calendário para todo o ano, além de desnecessário, não permite avaliar os processos e a sobrecarga, esgotamento que recai sobre o docente. Diante da situação de incertezas que estamos vivendo em função da pandemia, registra-se, por fim, que este CR é contrário à proposição de realizar mais de dois semestres letivos no ano de 2021 antes que se avaliem os impactos e efeitos da pandemia e do trabalho remoto na vida da comunidade acadêmica.

Na expectativa de acolhida favorável à nossa proposta, subscrevemo-nos,

Atenciosamente,

Diretoria ADUnB - Seção Sindical

Biênio 2020-2022

Links Úteis

Assessoria de Comunicação

De 9h às 18h, de segunda à sexta-feira.

acs@adunb.org.br

(61) 98280 0418