Palhaçada e teatro lambe-lambe: veja como foi o Dia das Crianças na ADUnB


Brincadeiras com bambolês, muita palhaçada e teatro lambe-lambe. O Dia das Crianças promovido pela Associação dos Docentes da UnB (ADUnB) neste sábado (12) trouxe diversão e cultura para as famílias dos (as) professores (as), servidores (as) da Universidade e funcionários (as) do Sindicato. A ação, aberta ao público, faz parte do projeto de integração entre associados (as) e a divulgação de arte e cultura na Universidade.


A palhaça “Berinjela, a Grande”, personagem da artista, acrobata e malabarista Érika Mesquita, encantou as crianças e colocou todos para brincar com coloridos bambolês. Engraçada e um pouco desastrada, ela realizou acrobacias e trouxe a magia circense para a tarde na UnB. Especializada em teatro de rua, a palhaça já participou de festivais de teatro em vários países.


Ao mesmo tempo, uma grande fila se formava no Centro Cultural para assistir ao "lambe-lambão", espetáculo de bonecos inspirado nos fotógrafos ambulantes que circulavam com caixas fotográficas no início do século 20. Teatro de Animação, as artistas do grupo " As Caixeiras Cia de Bonecas" contaram histórias com miniaturas animadas em uma caixa. As crianças colocaram fones de ouvido e olharam por meio de um pequeno orifício, de onde assistiram ao espetáculo.


"Apresentamos um espetáculo sobre as lendas do Brasil, sobre o folclore brasileiro, com um pouco da história do Boitatá, Curupira, do Saci e da Iara. O dia das crianças estava cheio, com um público muito bom. Formaram-se filas pois todos ficam curiosos ao ver os outros olhando por um buraco", explica Mariana Baeta, uma das criadoras da companhia.


Filho de professores da UnB, Artur brincou de bambolê com a palhaça Berinjela. Foto: Arquivo Pessoal

Filados à ADUnB, os  professores Renato Cabral Rezende (Instituto de Letras /UnB) e Mariana Sodário Cruz  Fauldade de Saúde/UnB - Campus Ceilândia) levaram o pequeno Artur para a festa. Para eles é essencial que o sindicato proporcione atividades culturais e principalmente infantis para seus afiliados.


"Somos sindicalizados e minha esposa comentou que tinha visto o evento. É legal que o sindicato ofereça um espaço de diversão para quem tem filhos. O sindicato deve ser um espaço de formação e também de lazer! Gostamos muito, as brincadeiras foram diferentes das usuais que acontecem em festas de crianças. A palhaça que se apresentou, inclusive, tem formação na UnB, o que mostra que o sindicato valoriza os talentos da casa. Ela tem um espetáculo que não é apelativo e é muito engraçado. Nós adoramos", disse Rezende. 


Integração, arte e cultura


O professor José Mauro Ribeiro (IDA), diretor da ADUnB, destaca que a segunda edição da festa já dobrou o seu público inicial. "Queremos trazer os associados para interagir com os colegas e ocupar os espaços da ADUnB. O Bistrô também faz parte desse conjunto de convivência. A festa da criança veio da ideia de uma política de integração que a ADUnB está promovendo no sindicato e por isso procuramos na cidade os melhores grupos de teatro infantil", explica.


Cerca de 80 pessoas participaram do evento que contou ainda com a distribuição de pipoca e sorvete, além de pintura de rosto. De acordo com o diretor, o Sindicato avalia a realização de atividades infantis mensais abertas para o público.

Links Úteis

Assessoria de Comunicação

De 9h às 18h, de segunda à sexta-feira.

acs@adunb.org.br

(61) 98280 0418