Nota de pesar e solidariedade às famílias das vítimas da chacina no Complexo do Salgueiro


A Associação dos Docentes da Universidade de Brasília (ADUnB-S. SInd do ANDES) manifesta o seu pesar pelas, até agora, dez vítimas da violência urbana, desta vez no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, região metropolitana da cidade do Rio de Janeiro, bem como a sua solidariedade aos familiares e amigos das vítimas. Vale ressaltar que a maioria das vítimas é de jovens e pobres.

A chacina, segundo a defensora pública do Rio de Janeiro, Maria Júlia Miranda, configura vingança policial.


A violência, como se sabe é resultado do tráfico de drogas e suas disputas com a polícia, da ausência de políticas públicas de segurança e aumento da desigualdade que atinge população periférica do país, especialmente nos grandes centros urbanos.


Há 43 anos trabalhando com, para e pela Educação para todos e todas, afirmamos que essa tragédia é uma das consequências diretas do direito constitucional à Educação ainda estar muito longe do acesso da população, especialmente da parcela socialmente mais vulnerabilizada, às escolas e Instituições de Ensino Superior, um drama ainda mais agravado pelo governo Bolsonaro, diuturnamente empenhado em fazer apologia ao armamento da população civil e instilar o ódio ao conhecimento.


Sabemos o quanto a Educação pode fazer pela dignidade humana e pelo bem-estar social, o que inclui maior e melhor segurança para cidadãos e policiais, e esta tragédia, em que pese nossa dor, nos estimula para seguirmos em nossa luta por uma educação gratuita, acessível a toda a população, de qualidade e humanista.


Carlos Eduardo Curado de Almeida, 31 anos: presente!

David Wilson Oliveira Antunes, 23 anos: presente!

Douglas Vinicius Medeiros da Silva, 27 anos: presente!

Élio da Silva Araújo, 52 anos: presente!

Igor da Costa Coutinho, 24 anos: presente!

Ítalo George Barbosa Gouvea Rossi, 33 anos: presente!

Jhonatan Klando Pacheco Sodré, 28 anos: presente!

Kauã Brenner Gonçalves Miranda, 17 anos: presente!

Rafael Menezes Alves, 28 anos: presente!

Sgto. Leandro Rumbelsperger da Silva, 40 anos: presente!