No 39º Congresso do ANDES-SN, ADUnB defenderá direitos da categoria e autonomia universitária

Atualizado: Fev 3



De 4 a 8 de fevereiro em São Paulo (SP), ocorrerá o 39º Congresso do ANDES-SN, com o tema “Por liberdades democráticas, autonomia universitária e em defesa da educação pública e gratuita”. A Associação dos Docentes da Universidade de Brasília (ADUnB) levará ao Congresso uma delegação de 15 professoras e professores.

O evento, que será realizado na Associação dos Docentes da Universidade de São Paulo (ADUSP), é a instância máxima de deliberação da categoria e terá como pauta geral os temas "Conjuntura e Movimento Docente", "Planos de Lutas dos Setores", "Plano Geral de Lutas" e "Questões Organizativas e Financeiras".

A ADUnB contribuiu com o conteúdo de 20 teses, orientando algumas das propostas de discussão no Congresso. Entre elas, a política salarial e a melhoria das condições de trabalho da categoria. As(os) docentes defendem que o ANDES-SN lidere uma campanha salarial já no início do semestre, e que force uma negociação com o governo.

“Estamos há muito tempo sem discutir as questões salariais nos congressos, e vivenciamos defasagem salarial e perdas reais de rendimento. A ADUnB pretende fortalecer essa luta no 39º Congresso”, explicou Manoel Pereira de Andrade, diretor da ADUnB.

As professoras e professores também farão uma análise das conjunturas nacional e internacional, para debater o cenário político e os ataques do governo contra a educação pública e a autonomia universitária. "Estaremos discutindo as inúmeras medidas adotadas pelo governo federal, particularmente pelo seu ministro da Educação de retirada de direitos e contra os interesses dos docentes, das Universidades e dos Institutos e da sociedade em geral”, afirmou Manoel de Andrade.

Acesse aqui o Caderno de Textos do Congresso e o Anexo ao Caderno de Textos, com as teses que serão debatidas durante o evento.

Links Úteis

Assessoria de Comunicação

De 9h às 18h, de segunda à sexta-feira.

acs@adunb.org.br

(61) 98280 0418