Governo aumenta tudo, menos salário dos servidores




Teve início hoje, como mais um plano de desmonte do governo, os reajustes no preço da gasolina com aumento de 18,8%, diesel com 24,9% e gás de cozinha com 16,1%. Esses aumentos penalizam duramente o povo, afetando principalmente os mais pobres.


Nos últimos meses a população sofre com vários reajustes de bens necessários à sobrevivência, tais como a cesta básica isto tem ocorrido com muita frequência tornando insustentável para as famílias. A exemplo o preço do gás que em apenas 152 dias sofreu dois aumentos. O governo penaliza a população e corrói o poder de compra com inflação nas alturas. Já quando se trata de reajustar o salário dos trabalhadores do serviço público, em especial dos profissionais da educação, a pressa não faz parte da agenda da dupla Bolsonaro/ Guedes, que permanecem em silêncio desde janeiro, sem dialogar com os trabalhadores que reivindicam reajuste de 19,99%, corroídos pelos índices de inflação dos últimos dois anos. A organização de todos os trabalhadores para ocupar as ruas contra esse governo é urgente.