Defesa da URP: Docentes aprovam assembleia permanente

Atualizado: 28 de Mar de 2019


A Assembleia Geral dos docentes da Universidade de Brasília (UnB) aprovou na tarde de quarta-feira (27/02) a criação de uma Comissão de Articulação de Lutas que terá a responsabilidade de organizar as frentes de defesa dos direitos dos professores e professoras (incluindo a manutenção da URP) e da UnB. Ademais, a comissão terá como horizonte de lutas a defesa da educação pública, gratuita, de qualidade e socialmente referenciada. A comissão será aberta à participação de todos os professores e todas as professoras e será coordenada pelo Grupo de Trabalho (GT) de Mobilização Docente, sob a orientação da Diretoria da ADUnB.


Os participantes também deliberaram pela constituição de uma assembleia permanente em defesa da URP e da manutenção dos direitos dos professores e professoras. Dessa forma, os docentes poderão convocar assembleias sem a obrigatoriedade de cumprir prazo mínimo de 48 horas.


Os docentes aprovaram ainda a elaboração de uma moção de apoio a professores e professoras que sofrem perseguição política, bem como a criação de uma comissão para solicitar o título de professor emérito ao ex-reitor Antonio Ibañeiz Ruiz.


A plenária da ADUnB contou com grande participação dos professores e professoras da UnB. Dos 457 presentes, 381 eram associados do sindicato e 76 docentes não filiados acompanharam as discussões sem direito a voto. A deputada federal Erika Kokay (PT-DF) e o deputado distrital Fábio Félix (PSOL) estiveram presentes na assembleia para manifestar o apoio parlamentar à causa dos docentes da Universidade de Brasília. O Andes-SN também esteve presente, representado pelo professor Erlando Rêses.


Nas falas dos presentes ficou expressa a importância de tratar a questão da suspensão da URP como um ataque à universidade no contexto de sucateamento estrutural da educação pública. Além do viés político do tema, os docentes ressaltaram que a perda remuneratória dos professores pode gerar impacto negativo na economia do Distrito Federal, devido à redução da circulação de recursos.

Links Úteis