conteúdo da página CR aprova apoio financeiro de R$150 mil a projetos contra COVID-19 e adia calendário eleitoral

CR aprova apoio financeiro de R$150 mil a projetos contra COVID-19 e adia calendário eleitoral

Atualizado: Abr 22

Sensibilizada com a necessidade de providências contra a pandemia, a reunião teve significativa participação da categoria, com 49 representantes e com 67% de presença de conselheiros(as). Foi aprovada, ainda, uma comissão para atuar na proteção dos(as) docentes e analisar as condições de trabalho no retorno às aulas.


Conselheiros da ADUnB em reunião virutal

O Conselho de Representantes da ADUnB, reunido nesta segunda (20) por videoconferência, aprovou, por unanimidade, o investimento em até R$ 150 mil reais para ações de combate ao Coronavírus. Esse montante seria destinado originalmente à festa da ADUnB, costumeiramente realizada no primeiro semestre do ano.

Uma comissão realizará o levantamento das necessidades dos trabalhadores da saúde, da categoria dos professores e pesquisadores, além das demandas do Hospital Universitário de Brasília (HUB) para a destinação do recurso.


“A atuação do sindicato, nesse momento impar, é mais que necessária, é fundamental. Busca-se atuar de braços dados com quem está na linha de frente contra a pandemia e pela saúde pública. Temos, entre esses, vários colegas da UnB, que estão dedicando tempo, estudo, compromisso, envolvimento e sacrifício na busca de alternativas para o combate ao Covid-19. Por isso, consideramos de grande importância essa ação, que não consiste em “assistencialismo” ou “filantropia”, como habitualmente nos querem fazer crer aqueles que estão mancomunados com o discurso do atual governo", explica o professor e vice-presidente da ADUnB, Jacques Novion.


"Temos mostrado grande preocupação com a segurança e a saúde de nossos colegas, da comunidade e dos profissionais da área de saúde, que sofrem, dentre outros fatores, com a carência de equipamentos básicos (EPIs - Equipamentos de Proteção Individual)", termina. Segundo ele, a comissão montada dará atenção a essas necessidades, buscando somar esforços, prestar apoio e solidariedade de forma consistente, para que se possa derrotar a pandemia e para que a sociedade retome suas atividades e vidas em sua plenitude.


Toda a prestação de contas será publicada, ao final do processo, no site da ADUnB. Os representantes constituíram também uma comissão para atuar na garantia da proteção dos docentes e análise das condições de retorno das atividades da universidade.


Adiamento do calendário eleitoral da gestão ADUnB


O Conselho decidiu também adiar o calendário eleitoral das eleições do sindicato. A decisão foi tomada devido à suspensão das atividades da Universidade de Brasília, motivada pela pandemia e as medidas governamentais de isolamento social. Os representantes das diversas unidades acadêmicas aprovaram o início do calendário eleitoral para 60 dias após a volta do funcionamento regular e presencial da universidade. Caso seja necessário, o órgão deliberativo será convocado novamente para deliberar sobre a prorrogação do prazo. Por consequência e para manter o funcionamento adequado da associação, os(as) professores(as) aprovaram a prorrogação do mandato da atual diretoria por, no máximo, 90 dias, a contar de 26 de junho. Podendo ser feita a posse da nova diretoria em prazo menor, caso seja possível a realização do calendário eleitoral. Pelo regimento da ADUnB, o CR tem o dever de convocar as eleições em um prazo entre 30 e 60 dias antes do término do mandato da diretoria. Esta gestão se encerra no dia 26 de junho. No calendário anterior ao aprovado ontem, as eleições deveriam ser realizadas entre os dias 12 e 13 de maio. Descontinuidade administrativa e eleição democrática A reunião contou com a participação da Assessoria Jurídica do sindicato, representada pelo advogado Rodrigo Castro. Ele explicou que a prorrogação do mandato da gestão seria necessária para não ocorrer a descontinuidade administrativa, inclusive para manter serviços e pagamentos de funcionários. “Além da preocupação com a manutenção dos serviços administrativos do sindicato, a diretoria propôs o adiamento do calendário eleitoral para garantir um processo eleitoral democrático que contemple o debate, a troca de ideias e a reflexão. Não haveria tempo hábil para garantir todo o processo”, explica o professor e presidente do sindicato, Luis Antonio Pasquetti. Para a professora e representante do CR, Patrícia Cristina P. de Almeida (ICH), não seria adequado realizar campanhas das chapas e votação online no momento. “As plataforma digitais não nos favorecem nas discussões mais engajadas. É responsabilidade do Conselho resguardar o processo de eleição da ADUnB do modo mais transparente e democrático possível, ademais, os debates presenciais são fundamentais. Hoje, estamos necessitando fazer o isolamento social. Convocar um processo eleitoral da ADUnB seria incorrer em um processo de irresponsabilidade social e democrática que o processo exige”, disse, na reunião. O Andes-SN adiou também seu pleito eleitoral e orientou as seções sindicais a procederem da mesma forma. De acordo com o advogado do sindicato, o adiamento tem como consequência a prorrogação dos mandatos das atuais diretorias, da direção nacional e de algumas seções sindicais. Veja quais são as comissões formadas e seus representantes Comissão responsável pelo gerenciamento dos recursos aprovados para o combate ao coronavírus: - José Mauro (diretoria) - Daniela Favaro - Ariuska Amorin - Eliene Novaes - Fernando Pacheco Comissão que irá discutir as garantias de proteção dos docentes e análise de condições de retorno das atividades, além de produzir a nota pública sobre a pandemia: - Luiz Araújo (diretoria) - Paulo Celso Gomes - Benny Schvarsberg - José Camargo - Patrícia Almeida - Claudio Menezes - Mário Lima - Cristina Dunaeva

Links Úteis