conteúdo da página COMUNICADO URGENTE – Querem tirar a nossa URP

COMUNICADO URGENTE – Querem tirar a nossa URP

Desde o ano passado a diretoria da ADUnB vem alertando para o fato de que os ataques às universidades não parariam e, ao contrário, poderiam se acirrar. Primeiramente, vieram os cortes nos investimentos e no custeio, mas, para cumprir a Emenda 95, seria necessário também atacar os salários dos professores e técnicos.


O TRF 1 decidiu SUSPENDER o pagamento da URP. Este pagamento é uma conquista histórica de nosso sindicato e durante os últimos anos lutamos para que não fosse suprimido. Nossa luta contra a retirada da URP tem sido travada nos tribunais e na mobilização docente.


A retirada da URP gerará consequências graves na vida de toda a comunidade universitária. Para nós, docentes, significará enorme perda em nossa remuneração e degradação das condições de vida atuais. Muitos, para manter a sobrevivência de suas famílias, terão que entregar imóveis, cortar serviços, planos de saúde.


A retirada da URP afeta a vida cotidiana dos docentes e dos técnicos, atingindo, assim, toda a UnB. Portanto, é bastante previsível que muitos profissionais repensem a sua permanência na instituição.


Esse novo ataque não foi obra do acaso. Todos os dias o novo governo anuncia mais cortes nas políticas públicas e deixa clara a sua intenção de desmontar as universidades. Isso explica o corte de 26,05% da remuneração de todos os docentes e técnicos de uma das principais universidades brasileiras.


Assim como no passado, a ADUnB estará, de forma decidida, mobilizando a categoria para impedir que este ataque se consolide. Não aceitaremos passivamente a retirada da URP e, consequentemente, a precarização das condições de sobrevivência da categoria.


Vamos levantar toda a UnB. Vamos atuar junto ao judiciário, ao executivo, a cada parlamentar federal e, principalmente, mostrar para a sociedade brasileira as consequências desta decisão.


Convocamos todas e todos professores para a reunião ampliada do Conselho de Representantes (CR) da ADUnB-SS a realizar-se no dia 19 de fevereiro, às 16h, no Auditório da ADUnB. Informamos que nossos advogados estão debruçados sobre o caso para buscar a solução jurídica a fim de reverter a decisão do TRF1. A diretoria da ADUnB está em plantão permanente para a construção de estratégias de enfrentamento de mais esse ataque aos nossos direitos. Só a luta de todos e de todas impedirá a retirada da URP.


A Diretoria

Links Úteis