Assédio Moral: GT-TS da ADUnB e DGP se reúnem para debater saúde docente



O GT Trabalho e Saúde (GT-TS) da Associação dos Docentes da Universidade de Brasília (ADUnB) foi recebido nesta quinta-feira (11/4) pelo Decano de Gestão de Pessoas da UnB (DGP), Carlos Vieira Mota e Diretores de capacitação e saúde do Decanato para tratar das seguintes questões: 1. Apresentação do GT Trabalho e Saúde: Objetivos e Composição; 2. Relato breve dos resultados da oficina sobre assédio moral no trabalho; e 3. Prospectar possível parceria GT-TS & DGP em trabalho-saúde.


Após apresentar o perfil do GT-TS, o coordenador do GT fez relato sobre a realização da oficina sobre Assédio Moral, realizada em 29 de novembro de 2018, enfatizando os resultados obtidos, especialmente, as sugestões de uma agenda de trabalho na qual se indica também a necessidade de ações de parceria entre a ADUnB e o DGP.

O GT-TS apresentou ao Decano, Carlos Vieira Mota, as seguintes propostas de parceria: realização de eventos sobre assédio moral no trabalho; criação do dia anual de atenção à saúde do trabalhador docente; programa de acolhimento aos novos docentes (até 5 anos); e sistematização e divulgação de dados epidemiológicos sobre trabalho-saúde dos docentes.



O primeiro secretário da ADUnB, Cláudio Lorenzo, enfatizou a necessidade do decanato sistematizar e fazer maior divulgação dos dados referentes aos dados de afastamentos por motivo de saúde e tipos de doenças relacionados. Com os relatórios estatísticos, argumentaram os representantes do sindicato, será possível melhor compreender a relação entre trabalho e adoecimento dos docentes. “Muitas vezes o professor tem medo de se afastar e ficar estigmatizado”, resumiu a professora Fabíola Zucchi.


O decano e os diretores do DGP explicaram que a universidade já possui programa de orientação e acolhimento com foco nos docentes recém-ingressos, mas que ainda é baixa a participação dos docentes nas atividades programadas. Dados estatísticos de 2018 sobre o adoecimento funcional dos professores e técnicos da UnB estão sendo tabulados e devem ser divulgados ainda neste semestre, de acordo com o Diretor de Saúde do DGP.

Fazem parte do GT Trabalho e Saúde da ADUnB os professores Cláudio Lorenzo (FCS), Mário César Ferreira (PST), Nina Laranjeira (FUP), Fabíola Zucchi (FM), Elenita Nascimento (CET), Patrícia Pinheiro (SER), Maria Regina Oliveira (FM) e Odete Messa (FM).



O Decano e os Diretores do DGP se manifestaram sobre as propostas pelo GT-TS e, ao final da reunião, deliberou-se: realização de curso de capacitação sobre assédio moral no trabalho e também de evento para o debate deste tema na UnB (ex. seminário); encaminhamento/consulta em outras instâncias da alta administração da UnB sobre a criação do dia anual de atenção à saúde do trabalhador docente; participação do GT-TS no programa de acolhimento aos novos docentes, incluindo tema/material sobre assédio moral no trabalho; e debate e análise com a Diretoria de Saúde do DGP de dados epidemiológicos sobre trabalho-saúde dos docentes, antes de sua divulgação no site da UnB, visando também estabelecer ações específicas no campo da prevenção de agravos à saúde dos docentes. Para os encaminhamentos destas propostas serão agendadas reuniões específicas entre o GT-TS e o DGP.

Links Úteis

Assessoria de Comunicação

De 9h às 18h, de segunda à sexta-feira.

acs@adunb.org.br

(61) 98280 0418