ADUnB na Mídia - artigo para o BdF-DF

A importância vital, literalmente, da coletividade

O retorno seguro às atividades presenciais na UnB exige aprofundamento do diálogo e unidade

Passada uma semana da audiência pública que nós, da ADUnB, realizamos, reunindo representantes deste sindicato, do SINTFUB (Sindicato dos Trabalhadores da Fundação Universidade de Brasília) e do DCE (Diretório Central dos Estudantes) para debater a preparação do retorno seguro às atividades presenciais com a reitora da UnB, Profª Márcia Abrahão, e o vice-reitor Enrique Huelva, apresentaremos aqui algumas ponderações que, em razão de um tempo curto para tantas manifestações de todos os participantes, não pudemos colocar em discussão na audiência.


Todos queremos a normalidade da rotina acadêmica presencial, ou, na impossibilidade momentânea de que ela seja total, queremos a retomada parcial e possível dessa rotina. Mas não sem a garantia da rigorosa segurança que o enfrentamento da pandemia da covid-19 ainda nos impõe cumprir.


Foi destacado na audiência por todos/as os/as participantes a necessidade do fortalecimento do diálogo entre a comunidade acadêmica e a reitoria, no sentido de mapeamento das especificidades relativas a cada segmento e a realidade das diversas unidades acadêmicas que compõem a UnB. Sem esse diálogo e a pactuação coletiva ninguém estará seguro, nem mesmo integrantes dessas unidades acadêmicas, pois a prevalência do comportamento individual não ficará circunscrita à rotina dos campi, mas será adotada também fora deles, ampliando, além dos índices de infecção e transmissão, a mutação do vírus, como tanto têm alertado cientistas, que admitem ainda não conhecer totalmente o coronavírus, seu potencial de mutação e dissipação comunitária, de driblar as vacinas, enfim, de atentar contra a saúde – e a vida – humana.


Por fim, com base nas discussões levantadas na audiência pública, ressaltamos a importância de que a Administração Superior da UnB, em seu plano, respeite, assegure as condições e fiscalize todos os protocolos de segurança para um retorno presencial, gradual e de garantia à saúde e à vida de toda a comunidade acadêmica.


A ADUnB-S. Sind. defende e exerce a mobilização e a integração de todas as unidades da UnB, mais os técnicos e estudantes, para a continuidade do debate coletivo com a reitoria, buscando soluções e práticas que contemplem integralmente um valor ainda mais fundamental do que o direito à Educação: o direito à vida.