Entidades representam contra Weintraub na PGR, MPU, Presidência e STF


O mandato da deputada Erika Kokay, a Associação dos Docentes da UnB (ADUnB) o Sindicato dos Trabalhadores da Fundação Universidade de Brasília (SintFub) e estudantes da UnB entregaram representação em desfavor ao ministro da Educação Abraham Weitraub, nesta quinta (19), à Procuradoria-Geral da República – PGR, ao Ministério Público Federal - MPF, ao Supremo Tribunal Federal e à comissão de Ética da Presidência da República.


As representações tratam da fala do ministro em entrevista ao programa “7 minutos com a verdade”, da TV Jornal da Cidade Online. Na ocasião, Weintraub atacou a autonomia constitucional das Universidades Federais, seus dirigentes, professores, servidores e alunos afirmando que no interior dessas Instituições Federais de Ensino Superior haveria plantações extensivas de maconha; e laboratórios de drogas.


A representação, a partir da competência de cada órgão acionado, pede a análise, a investigação e a tomada de providências de indícios de crime de responsabilidade, violação ao princípio da moralidade, calúnia, violação às normas éticas que balizam a atuação do agentes públicos e políticos da alta administração pública federal, dentre outros.


Ao STF, as entidades e Erika Kokay pedem que no prazo legal o ministro responda sobre as acusações contra professores, servidores e estudantes, detalhe quais são as universidades que “plantam maconha”, e se dispõe de provas para sustentar suas declarações.


Ao MPF, pedem abertura de investigação criminal com objetivo de apurar as condutas do ministro, além da abertura de procedimentos civis e administrativos para responsabilizar Weintraub por improbidade administrativa.


À Comissão de Ética da Presidência da República, solicitam apuração sobre as declarações e a exoneração de Weintraub do cargo.

ADUnB entrou com representação em dezembro


No início de dezembro, a A ADUnB apresentou representação ao Ministério Público Federal sobre as declarações do ministro da Educação, Abraham Weintraub. O sindicato requer que sejam apuradas as graves declarações que ofendem as Universidades Federais perante a opinião pública, sem apresentar provas, e, ainda, sobre crítica aos salários dos docentes.

Posts recentes

Ver tudo

Eleição ADUnB: nota de esclarecimento

A Comissão Eleitoral Local (CEL) vem esclarecer, sobre a solicitação de contatos realizada nesta sexta (18), que o pedido foi feito para ajustes finais na lista de atualização que será divulgada ainda

Links Úteis

Assessoria de Comunicação

De 9h às 18h, de segunda à sexta-feira.

acs@adunb.org.br

(61) 98280 0418