9º Conad extraordinário define eleições do ANDES-SN telepresenciais em novembro.

Atualizado: Out 2

No modelo telepresencial, o sindicalizado se apresenta via câmera em uma sala eleitoral virtual, se identifica e registra seu voto. Veja os principais debates e encaminhamentos do Conad.



A plenária do 9° Conad extraordiário, 28 a 30 de setembro, decidiu por maioria que o processo eleitoral do ANDES - SN será na primeira semana de novembro, antes das eleições municipais. A data do pleito, telepresencial, ainda será definida pela Comissão Eleitoral Central e a posse da diretoria eleita está prevista para dezembro, na Plenária de Abertura do 10º Conad.


O método telepresencial foi o escolhido pela maioria dos delegados e delegadas para a realização do pleito que, devido à pandemia Covid-19, não poderá ser realizado presencialmente. O modelo já foi experimentado por entidades sindicais e, assim como o remoto, garante a identificação do eleitor, o sigilo do voto e possibilidade de auditoria do processo. Nele, o sindicalizado se apresenta, via câmera, em uma sala eleitoral virtual com um documento de identidade e recebe, então, um link com limite de tempo para acesso e registro do voto. As salas virtuais contarão com a presença de fiscais de ambas as chapas.


Chapas e campanha


A campanha será realizada toda de forma virtual, de 1 de outubro a 2 de novembro, e irá incluir debates entre as chapas com ampla divulgação pelo Sindicato Nacional e as seções sindicais.


As pessoas que compõem as chapas concorrentes que pretendem participar das eleições municipais não precisarão sair das chapas, bastando apenas pedir licença durante o período eleitoral. Dessa forma, não será necessária fazer alterações para recomposição das chapas, que foram homologadas pela Comissão Eleitoral Central (CEC) do ANDES-SN anteriormente ao início da descompatibilização por conta do processo eleitoral.


Ensino Remoto Emergencial


Um dos grandes temas de debate do(as) delegados(as) foi o avanço do Ensino Remoto Presencial. Os(as) professores(as) defenderam que, além de lutar contra o ensino remoto como política permanente deverão ser construídas pautas locais e ações contra a precarização do trabalho e do ensino remoto e lutar para que o Estado garanta as condições estruturais para professores e estudantes no ensino remoto.


Foi aprovado que as seções sindicais atuem pela inadmissibilidade do retorno presencial sem as condições sanitárias seguras; que a implementação do ensino remoto não seja colocada como alternativa ao ensino presencial, e, quando adotado o ERE, que sejam consideradas as desigualdades de acesso, de gênero, de raça, de classe, geracionais e todas aquelas que excluem pessoas, com planos de reparação e recuperação.


Os(as) docentes aprovaram que as seções sindicais elaborem, em conjunto com a categoria, um levantamento sobre as consequências do ERE e um plano com as necessidades que garantam o retorno presencial quando as condições sanitárias forem favoráveis.


Veja alguns dos encaminhamentos do 9° CONAD


Future-se: Luta pela revogação da EC 95/16 e contra a aprovação do PL 3076/2020, referente ao Future-se.


Retorno às atividades presenciais: o ANDES-SN, via seções sindicais, deve defender o isolamento social até o momento em que seja possível uma retomada segura.


Autonomia das IFEs: intensificação da luta pela democracia e autonomia das instituições federais de ensino (IFE)


Defesa dos serviços e servidores públicos: seções sindicais devem envidar esforços na Campanha Nacional do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) em defesa dos serviços e servidores públicos e também na luta, junto ao conjunto dos servidores federais, estaduais e municipais, para impulsionar as seções sindicais a realizarem ações de luta e mobilização nos estados. Realizar mobilizações contra a Reforma Administrativa e em defesa das empresas estatais.


COVID-19: As seções sindicais devem lutar para que as IES realizam um levantamento dos professores da educação superior que foram atingidos pela Covid-19, preservando o sigilo e o respeito aos docentes.


Os docentes defenderam ainda melhores condições de trabalho e segurança para a categoria, maiores orçamentos e serviços públicos.


Segundo Conad virtual


O 9º Conad Extraordinário do ANDES-SN teve início na manhã da segunda-feira (28) e terminou na quarta-feira (30). O encontro teve como tema "A vida acima dos lucros: Em defesa das instituições de ensino, dos serviços públicos e da autonomia sindical!". Foi o segundo Conad extraordinário realizado pela internet, em decorrência da pandemia da Covid-19. O anterior ocorreu nos dias 30 e 31 de julho.


A ADUnB foi representada por seu ex-presidente, Luís Antônio Pasquetti, como delegado, e pelos(as) professores(as) Luiz Araújo, 2° vice-presidente, e Clarisse Aparecida dos Santos na condição de observadores.


Saiba como foram os três dias de Conad em https://www.andes.org.br/


ADUnB, com informações do ANDES-SN

Links Úteis

Assessoria de Comunicação

De 9h às 18h, de segunda à sexta-feira.

acs@adunb.org.br

(61) 98280 0418