18 RAZÕES PARA IR AO ATO DO DIA 18 CONTRA A PEC 32

O que acontecerá se a reforma administrativa for aprovada:



- Pagaremos por direitos constitucionais, como saúde, educação, segurança pública.


- Redução ainda maior de recursos para o SUS e seu caráter redistributivo, para lucro ainda maior do setor privado.


- Deixando de fora militares, promotores e juízes, o corte maior de servidores será em setores de maior necessidade para toda a população.


- Fim da estabilidade do servidor público.


- Sem estabilidade, o servidor fica refém de cartilha ideológica, ou até religiosa, de algum afilhado do político da vez, servindo a um regime autoritário.


- Redução dos servidores públicos, com consequente piora do serviço público.


- Volta dos “trens da alegria”, dos anos 80, com governantes nomeando funcionários que cuidem de seus interesses, ou seja: facilitando a corrupção.


- Redução salarial dos servidores.


- Fim da hora-extra e do adicional noturno.


- Mais desemprego, pois as demissões atingirão a maioria de servidores que ganha salários menores.


- O Brasil tem 11 milhões de servidores. Com a perda de direitos e redução salarial, menor consumo, piorando ainda mais a economia, afetando principalmente comércio e pequenas empresas.


- Fim dos concursos públicos.


- Redução orçamentária ainda maior para a educação (básica e superior).


- Mercantilização da educação.


- Controle de carreira, determinando o que deve e o que não deve ser ensinado.


- Precarização da pesquisa científica e, portanto, da carreira de cientistas, graças à redução de recursos para pesquisa, material, salários e estabilidade profissional.


- Sem pesquisa pública, a iniciativa privada determinará o que deverá ser pesquisado, quando, como e para quem.


- Quanto mais desigualdade e pobreza, maior a violência (nas ruas, para todos, e doméstica, contra as mulheres)


Por tudo isso, vamos às ruas contra o desmonte do Estado!


#sosservicopublico #vivaosus #naoapec33 #pec32doretrocesso